Monday, September 28, 2009

Resumo de novela brasileira - Quinta-feira:



Notícias do piripaque do primo chegam à casa de Aricléia e Abrilina sente remorso; lembra-se de carta de seu pai, o velho coronel Carabino Trindade de Almeida, em que este pedia que ela tivesse paciência com os primos em nome da unidade da família, para não dar espaços aos seus inimigos, a família do coronel Marimbondo Trindade. Abrilina e Aricléia buscam a carta, guardada a 7 chaves na caixa de esmolas da capela da família, e a relêem com os olhos cheios de lágrimas.
Com o rosto queimado de sopa, Danúbio foge pela janela jurando vingança. Darcília fica em estado de choque e é levada para o hospital por sua irmã, Dosolina Santos. Danúbio se esconde na fazenda de Hidráulico Oliveira, onde Felicidade Santos fica cuidando dos seus curativos.

4 comments:

sabina anzuategui said...

estou adorando todas as fotos... mas o texto ainda está muito cifrado pra mim.

Paulodaluzmoreira said...

Minha inspiração no caso são os resumos semanais de capítulos novela que alguns jornais têm no caderno de cultura. Aqueles textos cheios de nomes que para mim que não sigo novelas há mais de 20 anos são totalmente estranhos, sempre em frases curtas indicando ações sumárias. Eu costumo ler esses resumos em voz alta e minha esposa e meu filho de 8 anos morrem de rir comigo! Esses resumos me intrigaram como um gênero de escrita acidentalmente absurdista, mas eu nunca soube o que fazer com eles, talvez ainda não saiba. Acho que o problema é que os textos foram feitos para ler de uma vez só e não dia-a-dia.

sabina anzuategui said...

ah, agora entendi.
como você escolheu nomes esquisitos, pensei que era uma alegoria de algum caso politico.

Paulodaluzmoreira said...

Não deixa de ter sugestões alegóricas, mas não é nada definido. Me explico: pode ser interpretado alegoricamente, convida a esse tipo de leitura até, mas não oferece [suponho] uma sátira política específica a partir de um a chave que atribua a cada personagem um equivalente em Brasília ou na Rede Globo.