Wednesday, January 29, 2020

O que aconteceu em Belo Horizonte


Belo Horizonte de Água

nascem limpas as cabeceiras
do Barreiro o Olaria e o Clemente
que depois jazem imundos
no túmulo do Arrudas

brotam doces o Jatobá
o Olhos D’Água e o Água Branca
que depois escorrem podres
da boca do Arrudas

o Cercadinho e o Tijuco
chegam frescos ao mundo
e despencam depois moribundos
pelas barrancas do Arrudas

o Leitão e o Pastinho
saem da terra cristalinos
e depois se entrevam adoecidos
no leito do Arrudas

minam puros da encosta
o Cercadinho o Cardoso e o Serra
que dos tubos solapados vazam mortos
para o ventre duro do Arrudas

vertem água cristalina
o Itaituba o Taquaril o Cafundó e o Olaria
e escoam a fragrante bílis negra
da vesícula cancerosa do Arrudas.

o Britos e até o Acaba Mundo
são paridos água aguda branda e adamantina
que é então assassinada a sangue frio
nos intestinos dessa áspera cidade
que semeia desertos de asfalto concreto e pedra
que cobre os morros que descem
rolando até o Ribeirão Arrudas





Friday, January 24, 2020

Recordar é viver: Os cães de guarda

Foto minha: Aero Coca 45, Belas Artes, UFMG
“Manter-se na posição de autoridade requer respeito pela pessoa ou pela instituição. O maior inimigo da autoridade, portanto, é o desprezo, e forma mais certa de enfraquecê-lo é o riso".
Sobre a Violência, Hannah Arendt

Mas que tipo de riso podemos rir com coisas como o trecho abaixo, que nos mostram uma continuidade inquietante entre o passado distante [já faz mais de meio século!] e o presente radicalmente distópico? Meu riso pode até chegar, mas vem acompanhado de uma náusea insuportável:


-->
 “Multidões em júbilo na Praça da Liberdade.


Ovacionados o governador do estado e chefes militares.
O ponto culminante das comemorações que ontem fizeram em Belo Horizonte,
pela vitória do movimento pela paz e pela democracia foi, sem dúvida,
a concentração popular defronte ao Palácio da Liberdade.
Toda área localizada em frente à sede do governo mineiro
foi totalmente tomada por enorme multidão,
que ali acorreu para festejar o êxito da campanha deflagrada em Minas (...),

formando uma das maiores massas humanas já vistas na cidade”


O Estado de Minas, 2 de abril de 1964

O título é referência a um livro que foi cuidadosamente silenciado na imprensa desde que foi lançado, de autoria da historiadora Beatriz Kushnir. O livro não ri, mas arranca a máscara de zeladores da democracia de grande parte da grande imprensa brasileira, levando junto a classe média que produz e consome essa imprensa.

Em 2008, fazendo declaração oficial sobre o Estado de Minas e sobre o Correio Braziliense [ambos jornais dos diários associados] a então governadora do Rio Grande do Sul Yeda Crusius (PSDB) afirmou:

"São dois jornais reconhecidos no Brasil por suas qualidades editoriais, gráficas e na luta pela democracia". [ver a reportagem completa aqui].

Como é que um jornal que faz papel de animador de torcida no golpe militar de 1964 se transforma em um lutador pela democracia? 

Tuesday, January 21, 2020

Gillian Welch and Dave Rawlings: a melhor dupla sertaneja da galáxia



That's the Way That'll Be
Gilliam Welch

I lost you awhile agobut still I don't know why.I can't say your namewithout a crow flying by.Gotta watch my back 
Now that you turned me aroundGot me walking backwardsinto my hometown.

Throw me a rope
on the rolling tide.
What did you want me to be?
You said it's him or me.
The way you made it,
that's the way it will be.
It was seven years on the burning shore
with gatling guns and paint.
Working the lowlands door-to-door
like a Latter Day Saint.
Then you turn me out
at the top of the stairs.
You took all the glory
that you just couldn't share.
Throw me a rope
on the rolling tide.
What did you want me to be?
You said it's him or me.
The way you made it,
that's the way it will be.
I've never been so disabused.
Never been so mad.
I've never been served anything
that tasted so bad.
You might need a friend
any day now, any day.
Oh, my brother, be careful:
you are drifting away.
Throw me a rope
on the rolling tide.
What did you want me to be?
You said it's him or me.
The way you made it,
that's the way it will be.
The way you made it
That's the way it will be

Monday, January 20, 2020

Neo-nazismo no poder no Brasil


Weintraub, 2019:
"A gente não chegou nessa situação porque os comunistas são pobres. Os comunistas estão no topo do país. Eles são o topo das organizações financeiras. Eles são os donos dos jornais. Eles são os donos das grandes empresas. Eles são os donos dos monopólios."

Agora Hitler, 1933:
“A gente não chegou nessa situação porque os judeus são pobres. Os judeus estão no topo do país. Eles são o topo das organizações financeiras; eles são os donos dos jornais; eles são os donos das grandes empresas; eles são os donos dos monopólios…”