Monday, June 25, 2012

Marx 3 - A imaginação entre aranhas e tecelões, abelhas e arquitetos























A spider conducts operations that resemble those of a weaver,
and a bee puts to shame many an architect in the construction of her cells.
But what distinguishes the worst architect from the best of bees is this,
that the architect raises his structure in imagination before he erects it in reality.
Karl Marx, Capital, Book 1, Chapter 7

Essa aí é, para mim, uma das passagens mais bonitas de O Capital. Completo com uma passagem na longa reflexão sobre linguagem que fez um Marxista que eu admiro muito, Raymond Williams. Ele aponta para um erro muito comum entre Marxistas, principalmente aqueles que não tinham "paciência" para as artes e a imaginação e faziam o seguinte:

Simple materialist statements which retain the idealist separation of 'language' from 'reality' but simply reverse their priority (...) in which there is, first, material social production and then (rather than also) language

Aquela passagem de Marx, além de bonita, é um antídoto poderoso para esse tipo de materialismo grosseiro.


No comments: