Saturday, January 02, 2016

Traduzindo Augusto Monterroso

 
Jan de Bray (1627-1697) Ulisses e Penélope
O tecido de Penélope ou quem engana a quem
Augusto Monterroso 
Há muitos anos atrás vivia na Grécia um homem chamado Ulisses que, apesar de ser bastante sábio, era também muito astuto. Ulisses era casado com Penélope, mulher bela e singularmente dotada cujo único defeito era sua desmedida afeição por tecer, costume graças ao qual conseguia passar longas temporadas sozinha.
Diz a lenda que cada vez que o astucioso Ulises observava que, apesar de suas proibições, Penélope se preparava para começar outro de seus intermináveis tecidos, podia-se vê-lo à noite arrumando às escondidas suas botas e uma boa barca até que, sem dizer nada à sua esposa, ele saía a percorrer o mundo em busca de si mesmo.
Dessa forma ela conseguia mantê-lo longe enquanto flertava com seus pretendentes, fazendo com que eles acreditassem que ela tecia enquanto Ulisses viajava, quando, na verdade, Ulisses viajava enquanto ela tecia. Assim pode ter imaginado Homero, que, como se sabe, às vezes dormia e não se dava conta de nada.

O original em espanhol pode ser lido aqui.

No comments: