Thursday, June 04, 2009

Diario de Tenochtitlán 5



San Ángel é um exemplo de uma das coisas mais fascinantes da cidade do México: cidadezinhas coloniais que foram engolidas mais não destruídas pelo monstro de 20 milhões de habitantes. Você sai de uma avenida imensa super-movimentada e genericamente feia e de repente lá estão as ruas de pedra, as casas do século XVI e XVII, as igrejas barrocas, os restaurantes com mesas debaixo de árvores, as feirinhas na praça, as ruelas estreitas.

2 comments:

Tata Marques said...

Muita gente discorda, mas Juiz de Fora também tem desses encantos (com menos habitantes, claro).

Paulodaluzmoreira said...

Eu fui a JF uma vez, de passagem, curioso para saber como era a cidade, e acabei me decepcionando. Talvez porque eu cheguei sem referências, sem mapa, sem dicas e a cidade "se escondeu" de mim. Digo isso porque BH, por exemplo, é uma cidade que se esconde pelos cantos e quem chega lá sem guias [de carne e osso] pode ficar muito frustrado.