Monday, January 16, 2012

Bartolomeu Campos Queiroz

Um escritor de livro infantis sensível e criativo, que me marcou a infância com um livro delicado e desprovido da mentalidade melodramática da Disney. Um escritor infantil que tinha coragem de se apresentar assim:


"...das saudades que não tenho

Nasci com 57 anos. Meu pai me legou seus 34, vividos com duvidosos amores, desejos escondidos. Minha mãe me destinou seus 23, marcados com traições e perdas. Assim, somados, o que herdei foi a capacidade de associar amor ao sofrimento...
Morava numa cidade pequena do interior de Minas, enfeitada de rezas, procissões, novenas e pecados. Cidade com sabor de laranja-serra-d’água, onde minha solidão já pressentida era tomada pelo vigário, professora, padrinho, beata, como exemplo de perfeição."

No comments: