Sunday, August 12, 2012

Feliz dias dos pais

Pedra com Cicatriz, fotografia minha
Primeiro dia dos pais sem meu pai. Não que meu pai desse pelota ou me tivesse ensinado a dar pelota para o tal Dia dos Pais. Mas e daí? O fato é que ele não está aqui nem nunca mais vai estar. O fato é que todas as desculpas sobre continuidade na memória ou na carne dos filhos e netos são também balela. Mesmo que meu pai acreditasse nela. A falta existe e é irreparável e não há consolo efetivo possível além do fingimento. Já sei que agora começo a perder meus parcos leitores, mas sejamos honestos mesmo quando honestidade significa ser duro e amargo. Taí uma coisa que meu pai me ensinou pelo exemplo: esse amor perverso pela dureza e pela amargura, não não é esse meu compromisso. Meu compromisso é com a honestidade além desses joguinhos cansativos que se repetem desde sempre para nos trazer algum conforto e consolo e nos permitir esquecer a morte. Hoje é o primeiro dia dos pais sem o meu pai. Ele não está e nunca mais vai estar entre nós. Não há substituição nem compensação possíveis. 

2 comments:

Pedro da Luz said...

Feliz dia dos pais sem nosso pai. Apesar de tudo a vida segue em frente, preenchendo as faltas e perdas que tivemos e teremos... Abraços do irmão Pedro, feliz com os filhos, e, também sentindo falta do pai.

Paulodaluzmoreira said...

Coisa besta isso de dia dos pais, né? Fiquei sozinho na biblioteca do papai umas duas horas, sujando os dedos e procurando por ele - sem sucesso.