Tuesday, June 04, 2013

Diários de Babylon ou não existe Leblon sem Rocinha

A Leblonização de São Francisco continua:

"São Francisco está se transformando em uma cidade sem classe-média. Bolsões de extrema pobreza em bairros como Filmore e Tenderloin, estão ficando cada vez mais isolados entre prédios de apartamento novos com preços exorbitantes. A população negra caiu de mais de 10% do eleitorado em 1970 a menos de 4% hoje - menos do que o necessário para encher os 40.000 assentos do A.T&T. Park, onde jogam os Giants. A população de latinos cresce em números muito menores que no resto da Califórnia."

George Packer, na New Yorker de 27 de Maio de 2013

Mas os pobres não evaporam; ao contrário eles se multiplicam, por exemplo, em favelas feitas com barracas em Sacramento:


2 comments:

sabina anzuategui said...

Puxa.

Estou assistindo a serie musical "Black Cab Sessions - EUA".

É muito interessante o retrato das cidades, a partir do ponto de vista de músicos pouco conhecidos.

No programa, Philadelphia parece muito interessante. Eles dizem que a depressão econômica ajudou a atrair artistas novos, por causa do baixo custo de vida da cidade.

Um rapper diz: "Esta cidade é boa porque é barata e você pode trabalhar só 3 dias por semana".

Paulodaluzmoreira said...

Um retrato sensacional de uma cidade americana como a Philadelphia é o seriado "Wire", que muita gente considera dos melhores até hoje. Tem gente que diz que a cena artística de NY morreu por causa disso.