Monday, March 31, 2008

Profecia

A noite há de remendar
o que o dia arrebentou
e remendar e arrebentar
outra vez amanhã e depois
e assim dia e noite,
em sucessão finita,
alheios a qualquer um de nós
até que o sol, velho e cansado,
finalmente se apague de vez
e só reste então
a pequena e fria lua,
muda, sozinha,
em seu humilde trajeto amoroso
em volta da terra,
as duas finalmente livres.

No comments: