Thursday, July 08, 2010

Glenn Close ou Glenn Ford?



No português tudo tem gênero, dA moscA aO pecadO. Assim, também acontece com os nomes: Maria e Mário, Paulo e Paula, etc. No inglês a ausência dessas marcas gera um fenômeno curioso para o falante de uma língua como o português: os nomes ambisexuais, que podem ser tanto para homens como para mulheres. Eles são muito populares e as estatísticas mostram uma dança curiosa em que eles, ora são predominantemente masculinos, ora femininos, ora ficam repartidos igualmente entre os dois gêneros. Eis alguns dos mais populares: Kim, Jessie, Courtney, Lindsay, Whitney, Glenn, Drew, Cameron, Daryl, Aiden, Lane, Peyton, Jenson, Tracy, Alex, Auden, Avery, Bailey, Elliot, Evan, Finley, Harper, Hayden, Justice, Luca, Mason, Noah, Riley, Rowan, Skyler

8 comments:

sabina anzuategui said...

Como dizia Ed Wood, Glen or Glenda?

Paulodaluzmoreira said...

O incrível é que os americanos têm todo o tipo de estatística sobre o assunto e dizem que geralmente o movimento dos nomes ambisexuais era o seguinte: os pais começam a dar às suas filhas nomes antes atribuídos a homens e aos poucos os pais deixam de dar aquele nome aos filhos homens pelo caráter andrógino que ele vai ganhando. Há quem aposte que isso agora tende a mudar em função da aceitação maior da androginia e do homosexualismo...

Tata Marques said...

Já viu o Terra Estrangeira do Walter Salles? Tem uma cena que só é possível por causa dessa ambigüidade no nome da protagonista, Alex - pode ser nome masculino ou apelido de Alexandra, enfim. A cena é muito boa. O Paco chega desesperado ao lugar onde a moça se esconde e pergunta cadê o Alex. Com medo, ela responde que não conhece Alex nenhum e espanta ele com uma arma. Depois fecha a porta e vê o cara chorando do lado de fora. Então ela abre a porta com a arma apontada para a própria cabeça e diz: Eu sou a Alex. Aí ela aperta o gatilho, mas a arma está descarregada.
Drama, ação e comédia numa mesma cena. E tudo por causa de um nome. rs
Bjos.

Paulodaluzmoreira said...

Pois é, Tata, Alex mostra que apelidos ambissexuais o português tbm tem, né? Me lembrei agora de um conto da Clarice Lispector que chega ao humor inusitado por outro lado quando dá o nome de guerra do travesti da história como "Moleirão". Ao invés de um daqueles nomes exótico-glamurosos-ambíguos, dá pra imaginar um travesti com um nome desses!? [acho que era Carlinhos seu nome "civil"]

sabina anzuategui said...

Em português não tem algo parecido com Darcy, Juraci, etc?

Paulodaluzmoreira said...

Bem lembrado, Sabina!

Tata Marques said...

hehehe... minha irmã namorou um darcy que ela só chamava de dirce. rsrs

Anonymous said...

I would like to exchange links with your site www.blogger.com
Is this possible?