Friday, February 24, 2012

Poesia Mexicana - Jaime Sabines

[ilustração: cemitério em ouro preto]
Este é o sexto fragmento de poema de Sabines sobre a morte do seu pai:

Sobre la muerte del coronel Sabines

VI

Te enterramos ayer.

Ayer te enterramos.

Te echamos tierra ayer.

Quedaste en la tierra ayer.

Estás rodeado de tierra

desde ayer.

Arriba y abajo y a los lados

por tus pies y por tu cabeza

está la tierra desde ayer.

Te metimos en la tierra,

te tapamos con tierra ayer.

Perteneces a la tierra

desde ayer.

Ayer te enterramos

en la tierra, ayer.

4 comments:

sabina said...

que lindo.

Paulodaluzmoreira said...

Vou postar outras partes. Jaime Sabines é adorado no México e com razão!

Tata Marques said...

Parece um cemitério pirata. rs
E eu ia dizer que o poema é lindo, mas a Sabina já fez.

Paulodaluzmoreira said...

O cemitério fica nos fundos da Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto, Tata. É uma versão gráfica, sucinta, do "Nós que aqui estamos por vós esperamos"...