Saturday, February 02, 2013

Diário da Babilônia

Estive em Walden:



Visitei a réplica da casa que Thoreau construiu. No meio do inverno foi impossível não lembrar do trecho do livro sobre o inverno na cabana:

"AFTER A STILL winter night I awoke with the impression that some question had been put to me, which I had been endeavoring in vain to answer in my sleep, as what how when where? But there was dawning Nature, in whom all creatures live, looking in at my broad windows with serene and satisfied face, and no question on her lips. I awoke to an answered question, to Nature and daylight. The snow lying deep on the earth dotted with young pines, and the very slope of the hill on which my house is placed, seemed to say, Forward! Nature puts no question and answers none which we mortals ask. She has long ago taken her resolution."

Walden é um livro magnífico e pode ser lido em inglês com notas e ilustrações aqui. Além do mais a tradutora Denise Bottman criou uma ótima fonte para o Walden aqui.

6 comments:

sabina said...

Nossa, que linda visita.

Uma vez visitei a casa de Quiroga, na fronteira da Argentina com Paraguai.

Tinha um aspecto parecido, mas mais rústico.

Paulodaluzmoreira said...

Concord é um lugar muito interessante, uma cidadezinha perto de Boston e Harvard onde moraram, mais ou menos na mesma época, Emerson, Louisa May Alcott, Hawthorne e Thoreau.
Thoreau pediu emprestado um terreno isolado, mas não muito longe da cidade e viveu lá por quase dois anos, de forma o mais auto-suficiente possível. Ele mesmo construiu a casa e fez o roçado do qual se alimentou. Não era uma vida de eremita; ele encontrava-se com pescadores, lenhadores e recebia visitas, além de ir à cidade de vez em quando comprar alguma coisa. O livro é lindo, um livro de jventude, de um cara novo, nem um pouco conformado com a vida burguesa que se oferecia para ele.
Não sei se vc sabe, mas ele escreveu "Desobediência Civil", livro que inspirou Ghandi e MLK - ele foi preso por se recusar publicamente a pagar os impostos, que ele alegava que iam ser usados para a guerra durante a invasão dos EUA no México.

Catatau said...

Olá Paulo,

Duas agradáveis surpresas: sua visita a Walden com a bela passagem (que oportunidade legal!), e seu livro.

Nisso quero dizer: parabéns pelo lançamento! A considerar os excelentes comentarios do seu blog e os que tive a oportunidade de receber, o livro deve ser excelente.

um grande abraço,

Paulodaluzmoreira said...

Grande Catatau!
Que honra "ver" vc por aqui! Vc está no fcbk?

denise bottmann said...

ha, que legal, estiveste lá, então? viva!
e obrigada pela menção ao Lendo Walden :-)

Paulodaluzmoreira said...

Seus blogues são o máximo, Denise, recomendo a qualquer um.