Monday, November 18, 2013

Na corda bamba entre idealizações e relativismos


Foto minha: "Olhar para trás olhando para frente ou olhar para frente olhando para trás"

 As reflexões sobre grandes desastres humanos como o holocausto ou a colonização e escravidão moderna nas Américas costuma oscilar entre dois extremos insuficientes: a idealização das vítimas que as torna incapazes de exercer algum tipo de arbítrio em suas vidas e a relativização das atrocidades que tenta diminuir o tamanho desses desastres botando tudo na conta da tal natureza humana. Primo Levi faz uma das reflexões mais agudas sobre o holocausto porque evita chegar perto desses dois extremos. Uma pequena demonstração da agudeza da sua reflexão:
 
“I do not know, and it does not much interest me to know, whether in my depths there lurks a murderer, but I do know that I was a guiltless victim and I was not a murderer.”
Primo Levi

No comments: