Tuesday, May 13, 2014

Poesia minha: Stultifera Navis

Arte minha: Encruzilhada


Stultifera Navis

eu sei o preço de ficar aqui
e sei o preço de ir embora
mas hoje meus bolsos estão vazios

eu tenho os dois pés descalços
plantados firmes nesse chão
entre a colheita vazia do não-mais
e o semeio do ainda-não

e tenho que gestar nessa ausência
algo que se possa chamar presença
montar um novo outro-que-não-é
do barro podre desse o-que-é

eu sei o preço de ficar aqui
e sei o preço de ir embora

mas só tenho dois bolsos descosidos

No comments: