Wednesday, April 29, 2015

Tudo distante, tudo deserto. Belo Horizonte, capital universal da melancolia



Le Flanêur
Jennifer Souza

Hoje sou só eu
Correndo da mesma solidão
Tentando evitar o chão
Parado

Outro gole amargo
Quem sabe esqueço o que eu guardo
Ou encontro
Algum plano

Tudo distante
Tudo deserto
Tem nome esse lugar?
Talvez eu grite
E alguém escute
Enquanto ensaio
Rodopios
Soltos a flanar
Meus olhos vão se enxergar
Tudo isso vai mudar
Eu sei

Hoje sou só eu
Correndo da mesma solidão
Tentando evitar o chão
Molhado

Tudo distante
Tudo deserto
Tem nome esse lugar?
Talvez eu grite
E alguém escute
Enquanto ensaio
Rodopios
Soltos a flanar
Meus olhos vão se enxergar
Tudo isso vai mudar
Eu sei

No comments: