Tuesday, May 05, 2009

Strange Fruit

Nina Simone regravou, mas a versão para mim definitiva dessa canção é a original de Billie Holliday. E quem quiser entender exatamente o que a canção significa, dê uma olhada na fantasmagórica coleção exibida em Without Sanctuary. Lá estão as fotos que eu não tenho coragem de por aqui, as várias fotografias que foram transformadas em postais por fotógrafos na pior época dos linchamentos americanos.

Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black bodies swinging in the southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant south,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolias, sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh.

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.

5 comments:

Rose said...

Que época horrível! O homem pode ser monstro mais monstro que qualquer bicho de peçonha. Pq o homem mata com força em arrazoados.
Não é a fome, é a razão. Que razão ?

Paulodaluzmoreira said...

eu tive que estudar esse assunto nas ferias de verao como assistente de pesquisa de uma professora - nossa bolsa so valia por 9 meses e os outros 3 a gente tinha que correr atras. nunca mais vou me esquecer dessas fotos em que aparecia essa gente sorridente com a melhor roupa de domingo, com as suas CRIANÇAS, reunidas em volta de corpos desfigurados de homens enforcados, queimados, desfigurados, membros cortados, um horror! A expressao de indignaçao na voz da Billie Holiday tem para mim um significado especial por causa disso.

Quel said...

Que horror. Você já leu "A Costa dos Murmúrios", da Lídia Jorge? Ela descreve enforcamento e outras atrocidades nas guerras coloniais, na África. Fiquei chocada quando li e criei, em minha mente, a imagem do que se estava descrevendo. Vendo agora as fotos - no link que você postou-, essa foi a coisa que me veio à cabeça, imediatamente.

Paulodaluzmoreira said...

O ser humano eh um animal estranho, Quel.

Diego Viana said...

Cara, essa música sempre me sufoca.