Thursday, October 30, 2014

Poesia minha: Já Foi / Ainda Não

Desenho meu: Auto-Retrato

já foi / ainda não

já foi
o sol se pôs antes das três
e o frio entra pelas frestas
das tomadas
e das tábuas
do chão da nossa casa
velha

já foi
o enterro já foi
as cinzas já estão
espalhadas na Lagoa
o chão
debaixo dos meus pés
já foi

você corta todos os galhos podres
deixa o tronco enfiado na terra
o tronco só é muito muito
muito mais alto
e eles dizem que já foi
mas aí
já no fim da primavera já
bem lá em cima
aparece um galhinho
tão lá em cima
que mal se vê daqui
são oito folhas
nascem já meio velhas
têm manchas escuras
eles dizem já foi
mais ainda não
ainda não

eu não vou chorar
a maré não muda
ainda não
eu não vou dizer
que vou enlouquecer
nem vou esquecer
vou abraçar esse frio velho morto
vou dançar livre dessa tristeza
que sou eu mesmo
ainda não

No comments: